Recomendações da WEO sobre endoscopia digestiva e a pandemia de COVID-19

fonte: WEO

A doença de COVID-19 é devida ao novo coronavírus SARS-CoV-2. É altamente infeccioso e possui uma taxa de letalidade de 1% a 3%. Os pacientes com maior risco de resultados adversos são os idosos e aqueles com doenças crônicas graves e imunossupressão. É espalhada pelo contato e por gotículas respiratórias e aerossóis. Embora a febre e os sintomas respiratórios sejam as características de apresentação mais comuns, a maioria dos pacientes terá anorexia, com 1/3 ou mais com diarréia. Os endoscopistas precisam estar vigilantes e tomar precauções.

A Organização Mundial de Endoscopia (WEO) recomenda que os endoscopistas sigam os conselhos locais e as diretrizes institucionais para o controle de infecções. As seguintes recomendações da WEO têm como objetivo fornecer orientação aos endoscopistas, pois eles procuram otimizar a prática em seus centros de endoscopia, conforme as condições locais o permitam.

Para ler o documento completo, consulte aqui:

WEO_Advice_To_Endoscopists_COVID-19_032020