Governo prepara linha de crédito para médicos autônomos

fonte: CNN Brasil

A equipe econômica estuda liberar crédito para profissionais da saúde que sejam autônomos, entre eles, médicos cirurgiões. A ideia é disponibilizar uma linha de financiamento da Caixa Econômica às pessoas físicas que sejam da área de saúde.

A ajuda compensaria a falta ou redução de atendimentos em meio à pandemia. “Várias cirurgias eletivas (que não são de urgência) foram desmarcadas por causa da pandemia. Quantas pessoas deixaram de fazer cirurgias plásticas, por exemplo. Mas não só plásticas, os médicos de modo geral pararam de trabalhar em seus consultórios”. O crédito auxiliaria dentistas, fisioterapeutas, enfermeiros, por exemplo, que trabalham por conta própria.

O governo pediu dados à Receita Federal para saber quantas pessoas podem ser alcançadas por essa modalidade de crédito, que ainda está sendo desenhada. Não se sabe em quanto seria fixada a taxa de juros. Dados preliminares apresentados ao governo indicam que existam cerca de 300 mil médicos autônomos no Brasil.

Dados da Associação Médica Brasileira (AMB) foram solicitados também, de acordo com a equipe do Ministério da Economia.

Nesta semana, em outra frente, o governo deve sancionar o Pronampe, que é o programa de crédito a microempresas. Expectativa é de veto em alguns trechos.

Essa é considerada uma semana de entregas. O governo espera sancionar o texto que libera recursos aos Estados, na ordem de R$ 60 bilhões. Acompanhado disso, vem o veto ao reajuste de servidores público.