Ao Mestre, com carinho: Veja como foi o webinar em homenagem ao Dr. Glaciomar Machado

A AGRJ e a SOBED-RJ promoveram nesta segunda-feira, dia 6, uma emocionante homenagem ao Dr. Glaciomar Machado, falecido em agosto.

Na parte inicial do webinar, o Dr. José Galvão Alves, amigo muito próximo de Dr. Glaciomar, fez uma retrospectiva de sua vida pessoal e profissional.

“Dr. Glaciomar caminhou ao longo desses 50 anos, que eu o acompanhei de perto, com uma maestria impressionante. Um mineiro simples, um espiritualista por excelência, um afetivo, um amigo dos amigos como ninguém, querido e admirado por todos. Aonde ele chegava dominava o ambiente, como na Faculdade Nacional de Medicina, quando ele cantava para todos nós, com uma voz maravilhosa. Ele era um congregador, tinha uma liderança natural. O seu berço maior e a sua casa, também, durante muitos anos, foi a UFRJ, onde ele chegou à Professor Titular de Gastroenterologia, por concurso. Glaciomar era um defensor eterno das coisas corretas e simples. Ele também era um estimulador das Associações, como da AGRJ, representada aqui, hoje, pelo Dr. Bernardo Junger, e da SOBED-RJ, representada neste evento pelo Dr Djalma Coelho e Dr Gilberto Mansur. Ele foi um exemplo de endoscopista para o mundo, sendo o único brasileiro a presidir a Mundial de Endoscopia e a se tornar membro honorário desta. Além disso, era amigo de todos que se aproximavam dele, ajudou muita gente, era um homem bom. Também esteve na Santa Casa da Misericórdia do RJ, onde montou um Serviço de Gastroenterologia e Endoscopia em homenagem à sua querida mãe, Dona Nair, e onde ele homenageava frequentemente o seu querido irmão, Dirceu. Eu tive a honra de conviver com os três durante muitos anos, até que ele, apaixonadamente, se casa com Heloisa e faz uma das melhores coisas da sua vida. Ficou mais alegre ainda e teve uma felicidade extensa maravilhosa com a minha querida Heloísa, também médica, professora da FIOCRUZ, patologista de altíssima qualidade, uma pessoa muito querida, que somando a ele aumentou não só a sua parte espiritual, mas de participação social, e tudo mais. Tive a honra de conviver com ele por muitos anos na Academia Nacional de Medicina, aonde ele era um expoente. Ele é um exemplo da Gastro-Endoscopia do país. Lutou por ela, construiu muito com ela e acima de tudo transmitiu conhecimento para formar profissionais brilhantes na área, como os que aqui estão nesta homenagem: Dr. Gilberto Mansur, Dr Luiz Artur, Dr. Djalma Coelho, entre outros”, ressaltou Dr. Galvão.

Na sequência, foi exibido um vídeo emocionante, no qual Dr. Glaciomar cantava Fly Me To The Moon, e ao final, fazia uma homenagem à sua esposa Heloísa Novaes.

O vídeo continuava com uma edição de depoimentos de amigos da AGRJ e da SOBED-RJ:

“Glaciomar Machado foi presidente da Organização Mundial de Endoscopia Digestiva e eu tive a honra de ser secretário dele na SOBED RJ, na SOBED Brasil e na Sociedade Pan-Americana de Endoscopia Digestiva. Fui aluno dele e presidente do Grupo de ex-alunos, que foram inúmeros em todo Brasil. Era um grande médico, excelente endoscopista, um grande amigo, uma pessoa fantástica e tratava todos muito bem. Fez muitos trabalhos altruísticos em toda a sua vida. Viva, Glaciomar!”, enfatizou Dr. Luiz Artur Juruena.

“Falar de Glaciomar é falar quase que de uma instituição, de alguém que sempre foi um protagonista, tanto na vida pessoal, como na vida profissional, associativa e no exercício da Medicina. Ele nunca foi coadjuvante. Manteve, também, a primavera até o final dos seus dias na felicidade do reencontro com a Heloisa Novaes, sua esposa dedicada. Lembrando, também, do seu orgulho, quase que pessoal, pelo seu sítio (haras), em homenagem à sua mãe e ao seu irmão. A amplitude da vida de Glaciomar Machado mais do que merece essa homenagem pela sua lembrança, pela sua amizade, pelo seu protagonismo, e principalmente, pela alegria que ele sempre trouxe no convívio de todos nós”, destacou Dr. José Augusto da Silva Messias.

“Foi realmente um pioneiro. Fizemos prova para especialista em Gastro-Enterologia, em 1972, no Congresso, em Brasília, onde passou uma folha de papel almaço com assinatura para interessados em que houvesse os primeiros congressos dedicados à Endoscopia Digestiva. Eu fui o primeiro a assinar esta folha. Antes da Fundação da SOBED, Dr. Glaciomar fez um Simpósio, no MEC, convidando médicos de fora do Rio de Janeiro como palestrantes. Ele foi o 1º Presidente da SOBED-RJ e eu fui o seu secretário. Trabalhamos juntos e me chamava a atenção a empatia que ele tinha com todos. Dava gosto de ver ele trabalhar”, recordou Dr. Édson Jurado da Silva.

“Gostaria de prestar a minha homenagem ao prof. Glaciomar Machado, a quem eu conheci há muitos anos, quando eu era ainda estudante no Hospital São Francisco de Assis. Depois, estivemos juntos no Hospital Universitário, ele como professor titular, e eu também como professora, pela sua importância no Brasil e seus feitos na Endoscopia mundial. Além disso, tínhamos uma paixão em comum pela música. Ele era um exímio cantor e eu gostava de acompanhá-lo no piano quando tinha oportunidade nos vários congressos em que comparecemos juntos. Que descanse em paz”, disse Dra. Eponina Lemme.

“Falar do Dr. Glaciomar é muito fácil. Pessoa alegre, descontraída, irreverente, muito inteligente. Nesses 25 anos de convívio em atividades científicas, sociais e até esportivas, muitas histórias eu tenho para contar, mas escolhi uma que foi muito marcante na minha vida. Em 1997, descendo a rampa do Congresso Brasileiro de Gastroenterologia, na Bahia, ele descendo atrás de mim, gritou que eu tinha um desafio. Então, ele disse que o seu mandato na Sociedade estaria terminando e que queria fazer disso um legado, com a fundação da primeira Seção egional do Sul do Estado do Rio de Janeiro. Essa é a sua missão, me disse. Portanto, somos imensamente gratos ao Prof. Glaciomar e que ele possa continuar nos orientando com a sua energia”, ressaltou Dr. Paulo Cesar Rios da Silveira.

“Falar de Glaciomar Machado é falar da história da endoscopia na América Latina. Foi um grande endoscopista e um grande médico que levou a endoscopia ao mundo inteiro. Tudo que ele fez foi fantástico. Tive a oportunidade de conhecê-lo e ser um grande amigo. Minha carreira de gastroenterologista e endoscopista realmente se iniciou com a ajuda que ele me deu e não tenho nem como agradecer”, destacou Dr. Carlos Robles.

O último depoimento do vídeo foi de sua esposa, Dra. Heloísa Novaes:

“Queridos amigos, minhas palavras são de agradecimento a todos vocês que manifestaram solidariedade, carinho e apreço pela memória do meu querido marido Glaciomar. De minha parte, guardo lembranças maravilhosas de tempos muito bem vividos. Fizemos uma parceria perfeita, em tudo que nos propusemos, na vida profissional, pessoal, na música, no convívio familiar e social. Foi o amor da maturidade nossa verdadeira escolha. Enfim, o que expresso aqui não é tristeza por ele ter partido, mas felicidade por ele ter existido”, finalizou Dra. Heloísa Novaes.

Após as homenagens, Dr. Bernardo Junger, presidente da AGRJ, passou a palavra aos palestrantes do dia, Dr. Djalma Coelho e Dr. Gilberto Mansur, que apresentaram a história da Endoscopia Digestiva e avanços tecnológicos, citando as colaborações do Dr. Glaciomar.

“A história da endoscopia, da SOBED e do Dr. Glaciomar se confundem o tempo todo, estão intimamente interligadas. Ele foi, talvez, uma das pessoas mais importantes do nosso país no sentido de agregar, ensinar e divulgar”, disse Dr. Gilberto Mansur, amigo pessoal do Dr. Glaciomar, ao introduzir sua palestra.

“Eu tive a honra e a chance de ser aluno da Dra. Heloísa Novaes e também do Dr. Glaciomar. Ela foi a minha professora de Patologia, na universidade. Além disso, tive a honra e a oportunidade de escrever o último capitulo que ele escreveu, que foi da história do surgimento das estaduais. Ele era o 1º Presidente, e na época, eu era o Presidente da SOBED-RJ. Eu o conheci em 1977, no Seminário de Recife, onde entreguei uma foto jogando frescobol com ele. Na época, eu tinha 8 anos. Em 1982, o meu pai me levou ao Hospital Miguel Couto e eu vi o Dr. Glaciomar fazendo um cateterismo, o meu 1º cateterismo, e durante o procedimento ele conversava comigo com toda a sua humildade. Dr. Glaciomar é um exemplo da união das duas sociedades e a gente tem que levar isso como um legado entre a SOBED e a AGRJ”, destacou Dr. Djalma Coelho no evento online.

Na parte final, foi feito um agradecimento à Dra. Paula Peruzzi, que teve um papel importante na união da AGRJ com a SOBED-RJ para a realização da homenagem.

“Foi muito gratificante quando o Dr. Bernardo Junger me procurou, em nome da Sociedade de Gastro, para fazermos esta homenagem em conjunto, com toda importância que o Prof. Glaciomar representa para a Gastro e para Endoscopia do Brasil, e mais ainda, pela querida Heloísa, que é minha colega de profissão do IFF/FioCruz, e uma pessoa muito querida. Que seja a primeira de muitas oportunidades”, finalizou Dra. Paula Peruzzi.

Dr. Bernardo, Presidente da AGRJ, encerrou o webinar, às 21h, desejando um Feliz Natal, um ótimo fim de ano, e mais eventos integrados:

“Que nós possamos estar unidos nesse novo ano para novos eventos, seguindo a inspiração do Prof. Glaciomar, toda a sua produção científica, todas as suas criações na Endoscopia, e que nós possamos estar juntos celebrando isso. Na verdade, essa é uma grande celebração.”

GALERIA